Pollyanna Dutra será anunciada como candidata ao Senado na chapa de João Azevêdo – ZERO83


Compartilhe

Se não acontecer nenhuma reviravolta, nas próximas horas, a deputada estadual Pollyanna Dutra (PSB) será anunciada como pré-candidata ao Senado na chapa do governador João Azevêdo (PSB), pré-candidato à reeleição.

O Conversa Política apurou que o anúncio será nesta terça-feira (02), no máximo, quarta (03). E, na convenção, na próxima sexta-feira (05), o nome dela será oficializado.

As movimentações para o convite começaram no fim de semana. Pollyana participada de evento do PSB. No domingo, na “feijoada de adesão” do PSB paraibano, as conversas ganharam mais forma.

Nesta segunda-feira (01), a deputada estadual, que foi prefeita de Pombal por dois mandatos (2009-2012 e 2013-2016), foi convida, pessoalmente pelo governador, para compor a chapa. Na vice, o escolhido foi o vice-prefeito de Campina Grande, Lucas Ribeiro (PP).

Como Pollyanna já aceitou o convite, estão definindo a melhor forma de anunciar o nome. Uma entrevista coletiva deve ser a forma escolhida, segundo apurou o blog.

Dutra iria para reeleição, com grandes chances de recondução a uma vaga na AL. Tem na sua agenda, as pautas progressistas e focadas no debate da proteção da mulher e equidade de gênero.

Veja também  Jeová Campos será o suplente de Ricardo Coutinho, pré-candidato ao Senado

Quando prefeita do PT, em Pombal, colocou em prática políticas “caras” ao governo Lula, conseguindo recursos e unindo cidades do Sertão em consórcio para implantação de projetos. Virou a “queridinha” de Lula.

Se confirmada a candidatura a senadora, o ex-prefeito de Brejo do Cruz, Barão, marido dela, será candidato a deputado estadual.

Pollyana foi secretária-executiva (Articulação Municipal) na gestão do ex-governador Ricardo Coutinho e foi eleita em 2018 para a AL com quase 29 mil votos.

Como mulher, sertaneja, os governistas preparam o discurso de representação feminina e regional. Pollyana deve virar, ainda, uma opção à esquerda, que, até agora, tinha Ricardo Coutinho (PT) – ainda inelegível – e Rangel Júnior (PC do B).

De imediato, é possível concluir que a sertaneja pode ser um calo na candidatura de Coutinho, mesmo com o virtual (números de pesquisas) favoritismo.

Laerte Cerqueira

Doutor em Comunicação (UFPE), professor do Mestrado em Jornalismo da UFPB. Autor do livro A Função Pedagógica do Telejornalismo (Insular, 2018). É repórter, editor e comentarista político das TVs Cabo Branco e Paraíba e CBN/PB.

Angélica Nunes

Jornalista formada pela UFPB, com bacharelado em Direito (Unipê). Atua na cobertura política no Jornal da Paraíba, na CBN e nas TVs Cabo Branco e Paraíba.

Deixe uma resposta Cancelar resposta

Leia também

Conversa Política

Opinião: sem muitas opções, candidatos ao governo da Paraíba tiveram que aceitar os vices que estavam na “praça”

As escolhas precisam ser tomadas por causa do fim do prazo, 5 de agosto.  

Conversa Política

Cássio usa habilidade política para “afagar” aliados e Pedro admite pouco carisma

Na convenção do PSDB, neste domingo (31), alguns episódios e falas que saíram do roteiro original trouxeram traços importantes no desenho da candidatura de Pedro Cunha Lima ao governo da Paraíba. 

Conversa Política

Leis da Paraíba que criam procuradorias jurídicas em autarquias e fundações são questionadas no STF

Anape afirma que as normas violam a competência exclusiva de procuradores estaduais para representar juridicamente o ente federado.

Cadastre-se na nossa newsletter

Cadastre-se na nossa newsletter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *