Feminicídio: Acusado de matar advogada tem prisão preventiva decretada pela justiça – Correio de Alagoas: Notícias e Esportes

O homem de 44 anos, acusado de assassinar a esposa Maria Aparecida Bezerra com 14 facadas, teve prisão em flagrante convertida em prisão preventiva durante audiência de custódia realizada nesta sexta-feira (22). A medida, segundo o documento, se faz necessária pra manter a ordem pública, devido à gravidade da ação criminosa contra a advogada de…

O homem de 44 anos, acusado de assassinar a esposa Maria Aparecida Bezerra com 14 facadas, teve prisão em flagrante convertida em prisão preventiva durante audiência de custódia realizada nesta sexta-feira (22). A medida, segundo o documento, se faz necessária pra manter a ordem pública, devido à gravidade da ação criminosa contra a advogada de 54 anos.

Converto a prisão em flagrante em prisão preventiva (…) medida é necessária para garantia da ordem pública, em face da gravidade do crime e para evitar a reiteração criminosa, o que faço com arrimo nos 311, 312 e 313 do Código de Processo Penal, bem como artigo 20 da Lei n.º 11.340/2006.

O acusado . Ele deu entrada na unidade de saúde na tarde desta quinta-feira (21) e, segundo o último boletim médico divulgado, o quadro de saúde é estável.

Feminicídio

Maria Aparecida Bezerra foi morta pelo próprio marido com 14 facadas, a maioria no pescoço. O crime aconteceu dentro do condomínio onde morava. O Feminicídio segue sendo investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Em seguida, devem acontecer as audiências de instrução, onde o juiz decide se pronuncia o réu, que pode ir a juri popular.

LEIA TAMBÉM:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *