Pizzaria baiana terá de pagar R$500 e 30 pizzas a cliente que não recebeu suco – Jornal Correio

A cliente de uma pizzaria em Luís Eduardo Magalhães, no extremo oeste baiano, vai receber R$500 e 30 pizzas depois que o estabelecimento enviou refrigerante, no lugar de um suco. O acordo entre as partes foi homologado pelo juiz Claudemir da Silva Pereira, na Vara do Sistema dos Juizados Especiais Cíveis e Criminais, da comarca do município, na última quinta-feira (14).

De acordo com a sentença, a pizzaria fez o pagamento de R$200 na data do acordo e terá de depositar mais duas parcelas de R$150 na conta da cliente. A pizzaria tem até o dia 29 de julho para finalizar os pagamentos, totalizando R$500.

Além do dinheiro, o estabelecimento concordou em fornecer 30 pizzas tamanho G, sem borda, nos sabores que estiverem disponíveis no dia dos pedidos, até 31 de agosto. A bebida e adicionais não estão incluídos. 

Ainda de acordo com a decisão, a mulher deverá fazer os pedidos através do Whatsapp, nos dias de funcionamento da pizzaria, até as 20h. A entrega será gratuita, mas a cliente terá de receber o alimento na portaria do condomínio. Apesar do acordo ter limitado em duas unidades por dia, caso haja disponibilidade do estabelecimento, a cliente poderá incluir mais unidades no pedido, dentro do limite das 30 pizzas. 

Processo O juiz Claudemir Pereira disse, ao Uol, que a cliente entrou com a ação contra a pizzaria, após o estabelecimento não cumprir com propaganda que estava em um panfleto. A promoção dizia que o cliente receberia um suco na compra de um determinado tipo de pizza. “Porém, justamente no dia em que essa senhora pediu a pizza, o suco havia acabado e, no lugar, a pizzaria enviou um refrigerante. Ela não se sentiu confortável com a troca e acabou ingressando com uma ação”, disse.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *