CRM-PB desinterdita setor de pediatria da UPA dos Bancários, em João Pessoa – ZERO83


Compartilhe

O Conselho Regional de Medicina do Estado da Paraíba (CRM-PB) decidiu no fim da tarde desta sexta-feira (15) desintersitar o setor de pediatria da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) dos Bancários, em João Pessoa. Isso aconteceu depois que o órgão recebeu da direção técnica da unidade a escala médica completa dos pediatras que trabalharão na unidade neste final de semana.

O setor pediátrico da UPA dos Bancários tinha sofrido uma interdição ética na manhã do mesmo dia justamente porque o CRM-PB havia constatado a falta de médicos pediatras para fechar a escala médica entre 19h de sexta-feira (15) e 7h de segunda-feira (15), o que inviabilizava o funcionamento integral do local.

Veja também  Agricultor paraibano passa por transplante de mão inédito no Brasil

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde de João Pessoa tinha informado que um dos médicos do plantão tinha testado positivo para a Covid-19, o que prejudicou a escala. Mas, diante da interdição, acelerou o processo para solucionar o problema.

Após receber o documento com a escala completa, o CRM-PB entrou em contato com os profissionais para garantir a presença deles na unidade.

“Lamentamos que para conseguirmos resolver o problema tivemos que promover a interdição ética. Se a gestão cumprisse seu compromisso, a interdição não seria necessária, já que estamos relatando a falta de pediatras à prefeitura há meses”, afirmou o diretor de fiscalização do CRM-PB, Bruno Leandro de Souza.

Jornal da Paraíba

Deixe uma resposta Cancelar resposta

Leia também

Saúde

Veja locais e horários de vacinação contra Covid-19 em João Pessoa neste sábado (16)

Os imunizantes estão disponíveis em 25 pontos espalhados pela cidade.

Saúde

Ala pediátrica da UPA Bancários, em João Pessoa, é interditada pelo CRM-PB por ausência de médicos

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde de João Pessoa informou que um dos médicos do plantão desta sexta-feira testou positivo para a Covid-19, o que prejudicou a escala.

Saúde

Campina Grande registra foco de Aedes aegypti em 4% dos imóveis vistoriados

Índice é considerado alto, mas já foi maior em levantamentos anteriores.

Cadastre-se na nossa newsletter

Cadastre-se na nossa newsletter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *