Bahia marca no fim e arranca empate contra o lanterna Vila Nova – Jornal Correio

Não foi dessa vez que o Bahia conseguiu embalar três triunfos consecutivos fora de casa na Série B. Na noite desta sexta-feira (8), o tricolor não fez um bom jogo no estádio Onéias Brasileiro Alvarenga, em Goiânia, e só conseguiu um empate por 1×1 contra o lanterna Vila Nova..  

Diante de um tricolor pouco criativo, o Vila Nova saiu na frente, no segundo tempo, no gol marcado por Pablo Dyego. O empate do Esquadrão foi anotado aos 41 minutos, pelo garoto Gregory.  

Com o resultado, o Bahia chegou aos 30 pontos. O Esquadrão não corre o risco de perder a terceira posição, mas pode ver os rivais se aproximarem no complemento da rodada. 

O próximo compromisso da equipe na Série B será no sábado (16), contra o Guarani, em Campinas-SP. Antes, o tricolor visita o Athletico-PR, na terça-feira (12), às 20h30, na Arena da Baixada, pelo jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil.

POUCO INSPIRADO Em busca do segundo triunfo pelo Bahia, o técnico Enderson Moreira surpreendeu ao escalar o volante Miqueias entre os titulares. Machucados, Emerson Santos e Rezende foram vetados. No ataque, Rildo voltou ao time e fez dupla com Rodallega.  

O Bahia viu o Vila Nova usar o fator casa para se impor nos primeiro minutos. Com mais posse de bola, o Tigre pressionou no ataque e ficou perto de abrir o placar com Daniel Amorim. A cabeçada explodiu no travessão. 

Aos poucos, o tricolor conseguiu equilibrar o duelo. Usando os lados do campo, o Bahia explorava os cruzamentos na área para tentar superar a linha defensiva goiana. O Esquadrão ficou perto de abrir o placar em duas oportunidades. Primeiro na cabeçada de Ignácio, que foi para fora. Depois no cruzamento rasteiro de Mugni para Rodallega dentro da área. O zagueiro Renato afastou. 

Em um jogo de pouca inspiração ofensiva, nenhuma das equipes conseguiu domínio absoluto sobre o adversário. No chute de Arthur Rezende, Danilo Fernandes salvou o Bahia. Do outro lado, Daniel não conseguiu aproveitar o cruzamento de André e perdeu uma grande chance de colocar o Esquadrão em vantagem na primeira etapa. 

SALVO NO FIM  O Bahia voltou do intervalo com Douglas Borel no lugar de André. Assim como no primeiro tempo, os minutos iniciais foram de pressão do Vila Nova. O Tigre usava da velocidade dos seus pontas para envolver a defesa tricolor. 

Enquanto isso, o Bahia seguia com dificuldades na construção das jogadas. Não demorou muito e Enderson Moreira fez a segunda mudança. Vitor Jacaré foi para o jogo no lugar de Rildo. A alteração não surtiu efeito imediato e o Vila Nova continuou mais perto do gol. 

Aos 16 minutos, Daniel Amorim arriscou de fora da área e a bola passou muito perto da trave de Danilo Fernandes. Seria um golaço do Tigre. O lance perdido não fez falta já que instantes depois a pressão goiana deu certo. 

No cruzamento da esquerda, Moacir ajeitou para o meio da área e Pablo Diego chegou chutando. A bola saiu fraca, mas morreu lentamente no fundo gol de Danilo Fernandes. Aos 18 minutos do segundo tempo. 

A desvantagem no marcador fez Enderson Moreira mudar o time mais uma vez. Matheus Davó e Gregory entraram nas vagas de Rodallega e Miqueias, respectivamente. O que não aconteceu foi a evolução esperada pelo treinador. 

Pobre criativamente, o Esquadrão não se encontrou na partida. Os erros de passe na entrada da área facilitaram a marcação do Vila Nova.  

A situação só mudou aos 41 minutos. No bate e rebate da defesa goiana, a bola sobrou para Gregory. O prata da casa encheu o pé e acertou um golaço, sem chances para o goleiro Tony, deixando tudo igual no OBA. Evitando a derrota tricolor fora de casa.

FICHA TÉCNICA 

Vila Nova 1×1 Bahia – Campeonato Brasileiro – Série B (17ª rodada)

Vila Nova: Tony, Moacir (Pedro Bambu), Renato, Alisson Cassiano e Formiga; Rafinha, Pablo (Marlone) e Arthur Rezende (Ralf); Matheuzinho (Jefferson), Daniel Amorim (Diego Tavares) e Pablo Dyego. Técnico: Allan Aal. 

Bahia: Danilo Fernandes; André (Douglas Borel), Ignácio, Luiz Otávio e Matheus Bahia; Patrick, Miqueias (Gregory), Mugni e Daniel (Marcelo Ryan); Rildo e Rodallega (Davó). Técnico: Enderson Moreira. 

Local: estádio Onésio Brasileiro Alvarenga (Goiânia-GO)Gol: Pablo Dyego, aos 18 minutos do 2º tempo, eGregory, aos 41 minutosCartão amarelo: Daniel Amorim (Vila Nova); André (Bahia)Arbitragem: Caio Max Augusto Vieira (RN), auxiliado por Jean Márcio dos Santos (RN) e Rener Santos de Carvalho (AC)VAR: Emerson de Almeida Ferreira (MG)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *