Procon Carioca fiscaliza farmácias, bancos e supermercados e notifica estabelecimentos por desrespeito ao Código do Consumidor – Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro – prefeitura.rio

Agentes do Procon Carioca – Divulgação

Agentes do Procon Carioca, instituto vinculado à Secretaria Municipal de Cidadania, percorreram em dez dias farmácias, supermercados e bancos, em bairros das zonas Sul, Norte e Oeste da cidade. As equipes fiscalizaram os estabelecimentos e encontraram irregularidades em produtos e na forma em que alguns serviços são oferecidos aos clientes. Todos os locais receberam notificações e deverão se adequar às regras estabelecidas no Código de Defesa do Consumidor.

As farmácias vistoriadas ficam no bairro de Botafogo. Na Drogasmil, a fiscalização encontrou diversos produtos sem preço no interior da loja. Além disso, os agentes solicitaram a apresentação de notas fiscais de compra e venda dos últimos três meses dos testes de Covid-19 vendidos e aplicados na farmácia. A Pacheco, a Venâncio e a Droga Raia receberam notificação pelos mesmos motivos. A Drogaria Raia também foi notificada em razão da fiscalização ter encontrado diversos produtos sem preço no interior da loja, bem como a existência de produto (termômetro digital) com duplicidade de preço.

As equipes que percorreram os supermercados estiveram no Guanabara, em duas filiais do Prezunic e no Dom Atacadista, na Taquara. Todas foram notificadas em razão de os fiscais terem encontrado diversos produtos sem preço no interior das lojas. No Prezunic da Praça Jauru, após denúncia realizada por consumidor, foi constatado que as embalagens da farofa da marca Yoki estavam furadas, o que retira a qualidade do produto, que deve ser conservado fechado. A irregularidade pode ser prejudicial à saúde dos consumidores. Por conta disso, houve o descarte de 19 quilos do item. O mesmo aconteceu na unidade da Estrada dos Bandeirantes, onde houve o descarte de 24 quilos.

Na fiscalização realizada em agências dos bancos Santander, Caixa Econômica, Itaú, Banco do Brasil e Bradesco, nos bairros da Freguesia, em Jacarepaguá , e Madureira, as equipes do Procon Carioca notificaram as instituições pelo tempo de espera dos clientes, que não pode ser superior a 15 minutos, além de ausência da quantidade mínima de assentos prioritários.

Além disso, o Itaú, da Rua Tirol, na Freguesia, e da Rua Carvalho de Souza, em Madureira, e o Banco do Brasil, na mesma rua, receberam notificação pela não disponibilização da escala de funcionários em local público. Já o Bradesco da Rua Carolina Machado foi autuado também pelo não fornecimento de senha numérica.

O diretor executivo do Procon Carioca, Igor Costa, explica a atuação do órgão nessas ações:

– O Procon Carioca está sempre atento aos possíveis desrespeitos às leis de proteção ao consumidor e atua fiscalizando para prevenir, coibir práticas irregulares, que possam prejudicar a relação com o cliente.

Compartilhe

Categoria:

Marcações: Prefeitura do Rio prefeitura do Rio de janeiro Procon Carioca

Notícias

Piscinão de Ramos ficará fechado até agosto para manutenção

5 de julho de 2022

Procon Carioca nos Bairros leva atendimento a Vila Isabel na quinta-feira e sexta-feira

5 de julho de 2022

Linha Vermelha terá interdições parciais para manutenção de radares

5 de julho de 2022

Integrantes da GM-Rio tomam posse em comissão da OAB-RJ que debate a escravidão negra no Brasil

5 de julho de 2022

Túnel José Alencar será fechado, no sentido Santa Cruz, para manutenção

5 de julho de 2022

< Voltar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *