Não me peça um absurdo desse, não me peça para silenciar…


Não me peça um absurdo desse, não me peça para silenciar…

BlogsCláudio Nunes em 12 jan, 2022 4:06 0 Compartilhar

                                                    Blog Cláudio Nunes: a serviço da verdade e da justiça                   “O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.“Por favor, todas as minhas canções são de cunho político-ideológico! Não me peça um absurdo desses, não me peça para silenciar, não me peça para morrer calado. Não é por ‘eles’. É por mim, meu espírito pede isso. E está no comando. Respeite, ou saia. Não veja, não escute. Não tente controlar o vento. Não pense que a fúria da luta contra as opressões possa ser controlada. Eu sou parte dessa fúria. Não sou seu entretenimento, sou o fio da espada da história feita da música no pescoço dos fascistas. E dos neutros. Não conte comigo para niná-lo. Não vim botar você para dormir, aqui estou para acordar os dormentes”. Cantor Chico César no Instagram ao responder um fã que lhe pediu para evitar cantar músicas de “cunho político-ideológico”.

O blog pede licença ao cantor Chico César para assinar embaixo o desabafo dele.

Essa tentativa de controle não parte apenas de fãs, no caso dos jornalistas leitores, políticos e “autoridades” que se acham acima de tudo e de todos e tentam – não com censura explicita – mas através de manobras de todos os tipos controlar o que sai na mídia, principalmente em Sergipe del Rey, o reino que tem alguns poucos que se acham dono não apenas dos seus imóveis e serviçais mas também do livre arbítrio.

O blog deseja Paz de Espírito sempre para estes espíritos de porcos.

Paz de Espírito Sempre!

Repercute a insensibilidade e a perversidade do prefeito Edvaldo Nogueira com o prazo para cota única do IPTU A insensatez e a perversidade do prefeito de Aracaju em não estender para o fim do mês o prazo para pagamento da cota única do IPTU – que foi tema do artigo principal do blog de ontem, 11 – repercutiu muito com leitores enviados e postando diversos comentários não só pelo WhatsApp, mas também pelas redes sociais.

Cadê a promotoria de defesa do consumidor? Lamentavelmente o blog pensava que o MPE teria um retorno aos tempos áureos com a mudança que ocorreu no ano passado no seu comando. O não posicionamento de quem por direito – e obrigação constitucional – de fiscalizar exigir que pelo menos o bom senso que norteia o direito fosse realizado neste caso frustra os contribuintes aracajuanos neste momento que todos estão tentando se reerguer. Sem contar que o prefeito mostra o lado perverso também ao não promover o refis retirando juros e multas dos devedores. Graças ao bom senso morreu antecipadamente para as eleições 2022 pela própria boca…

Jackson Barreto e Bolsonaro: o que os dois têm em comum? O primeiro passou tem no currículo o título do pior governador da história de Sergipe. O segundo sairá como o pior presidente da história do Brasil. Em 2022 às urnas vão defenestrá-los!

MEU PRIMEIRO TOKEN: OAB/SE e CAASE disponibilizam dispositivo gratuitamente A Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Sergipe (OAB/SE) lança nesta quarta-feira, 12, o programa Meu Primeiro Token, que disponibilizará gratuitamente o dispositivo para advogados e advogadas aprovados no último exame da Ordem realizado em dezembro do ano passado e que receberão suas carteiras. A entrega do dispositivo, que permite a certificação digital dos advogados em suas atividades, será feita juntamente com a entrega da carteira profissional no Plenário da OAB/SE.

Fortalecimento da jovem advocacia “O token é um dispositivo eletrônico gerador de senhas que facilita o acesso às ações pela classe. Com a entrega dos dispositivos, os novos profissionais só precisarão pagar pela certificação digital”, explica o presidente da OAB/SE, Danniel Costa. A entrega do primeiro Token gratuito é mais um passo da Seccional de Sergipe para fortalecer a Jovem Advocacia no Estado e inspirar a adoção desta regra em todo o território nacional.

Amanhã, 13: entrega do prêmio TJ de Jornalismo Amanhã, 13, a partir das 8h30, será entregue o Prêmio TJSE de Jornalismo aos vencedores classificados nos 1º, 2º e 3º lugares que foi lançado no dia 1º de junho de 2021, pelo Presidente do Poder Judiciário do Estado de Sergipe, desembargador Edson Ulisses de Melo, em homenagem ao Dia da Imprensa. O Prêmio TJSE de Jornalismo abrange seis categorias, sendo cinco voltadas para jornalistas profissionais, radialistas, repórteres cinematográficos e repórteres fotográficos e uma para estudantes de Comunicação Social – Jornalismo. As categorias são: Jornalismo Impresso, Radiojornalismo, Telejornalismo, Webjornalismo, Fotojornalismo e Trabalho Acadêmico.

Valorização O Prêmio TJSE de Jornalismo é uma forma de manter o Poder Judiciário mais próximo aos comunicadores e à sociedade, e busca estimular e valorizar a produção de trabalhos jornalísticos veiculados na imprensa sergipana, relacionados ao Judiciário, com objetivo de atingir aqueles que retratem a sua atuação na defesa contra injustiças sociais e na promoção dos direitos humanos à sociedade, alcançando divulgações de ações positivas com os mais diferenciados aspectos retratando o dia a dia da justiça do nosso Estado. A solenidade será no auditório “José Rollemberg Leite”, Palácio da Justiça “Tobias Barreto de Menezes”, localizado à Praça Fausto Cardoso, Centro de Aracaju.

‘Direitos Humanos e a Justiça para todos’ Para o ano de 2021 o tema do Prêmio TJSE de Jornalismo 2021 foi ‘Direitos Humanos e a Justiça para todos’. Os trabalhos devem enfocar as atividades do Poder Judiciário do Estado de Sergipe em pelo menos uma das áreas de atuação do órgão no combate à pandemia do coronavírus, dentro dos seguintes escopos: Defesa do direito à saúde; Defesa dos direitos humanos, da educação, da infância, do idoso, das pessoas com deficiência, dos indígenas, das pessoas LGBTQI+, dos moradores de rua; Defesa do direito do consumidor; Combate ao desvio de recursos públicos e à corrupção; Combate e prevenção a crimes de natureza econômica, sonegação fiscal, ao crime organizado e violência doméstica; Garantia da transparência de dados e informações de interesse público; Defesa do direito eleitoral; Controle externo da atividade Policial Militar e Corregedoria de presídios.

Palestra O jornalista sergipano radicado no Rio de Janeiro, Ancelmo Gois, colunista do jornal O Globo proferirá palestra sobre sua trajetória e o jornalismo na atualidade. Na oportunidade, será oferecido um café da manhã para a imprensa sergipana. Em atenção aos atos normativos do Tribunal de Justiça de Sergipe será exigido o comprovante de vacinação contra a Covid-19 para entrada na solenidade.imagem12-01-2022-10-01-14

 

Apoio ao Lagarto Futebol Clube E o deputado federal Fábio Reis, junto com os dirigentes do Lagarto Futebol Clube, Marquinhos e Fernando e na companhia do presidente da Federação Sergipana de Futebol (FSF), Milton Dantas, foram agradecer ontem, 12, ao governador Belivaldo Chagas o apoio que o Governo do Estado tem dado ao clube. “E também agradecer ao Banese pelo patrocínio firmado com a equipe lagartense, que conta com todo o meu apoio para fazer uma temporada em 2022 ainda melhor que a do ano passado. Pra cima, Verdão”, destacou o parlamentar nas redes sociais.

 

 

Heleno destaca inclusão de novas famílias sergipanas no Auxílio Brasil O chefe do escritório de Sergipe em Brasília, Heleno Silva, participou de uma videoconferência com o secretário Nacional de Renda e Cidadania, Átila Brandão Júnior.Na oportunidade, Átila Brandão informou que 53 mil novas famílias no Estado vão ser beneficiadas pelo programa nos próximos meses. Heleno destacou a importância dessa notícia para esses sergipanos que estarão sendo beneficiados com essa renda extra.

Renda e dignidade “É mais renda, mais dignidade, mais recursos na pequena economia que movimenta bairros e cidades sergipanas. São pessoas que estarão se alimentando melhor a partir de agora”, comemorou. O Auxílio Brasil é maior programa de transferência de renda do Governo Federal. O programa que substituiu o antigo Bolsa Família. Ele incluiu também os benefícios de Primeira Infância (0 a 36 meses), Composição Familiar, para famílias que possuam gestantes ou pessoas com idade entre de 3 e 21 anos incompletos e Benefício de Superação da Extrema Pobreza.

PELO ZAP DO BLOG CLÁUDIO NUNES – (79) 99890 2018De alguns parentes de funcionários da empresa Progresso “Estamos preocupados porque a empresa Progresso está se apropriando da pensão alimentícia e prejudicando demais os filhos e ex-mulheres que dependem da pensão. Na verdade ela desconta o valor da pensão alimentícia do salário dos empregados, mas não repassa a pensão pros dependentes.Pra você ter uma ideia, desde o salário de novembro foi descontada a pensão mas até agora, 11 de janeiro, não fez o repasse aos dependentes. São três salários já (novembro, dezembro e 13º). A Prefeitura já tem conhecimento.”

Esclarecimentos Pelos grupos de whatsApp a empresa vem esclarecendo que o período de dificuldade por conta da pandemia não passou para a maioria do empresariado e que está pagando as últimas pensões de novembro. Já dezembro e o décimo, como os salários ainda não foram pagos devido as dificuldades financeiras, por consequência não houve retenção das respectivas pensões.

imagem12-01-2022-10-01-15

 

 

 

Tecnologia pelo Planeta: app “NHAM” leva agricultura familiar à merenda escolar em Sergipe Quando o assunto são as tecnologias sociais, o Brasil tem um potencial imenso a explorar. Com uma criatividade invejável, pesquisadores têm construído pontes entre os setores público, privado e comunidades mais vulneráveis. É este o caso da NHAM, iniciativa que busca promover a agricultura familiar e combater as altas taxas de anemia nas crianças e adolescentes da rede pública de ensino em Santa Luzia do Itanhy, em Sergipe, um dos municípios com um dos menores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) do Brasil. Quem está por trás dessa investida é o Instituto de Pesquisas em Tecnologia e Inovação (IPTI), que trabalha desde 2003 na promoção de tecnologias sociais nas áreas de educação básica, educação empreendedora e saúde básica, apoiados no que denominam The Human Project, um modelo de desenvolvimento pautado na educação, cultura, inovação e tecnologia. Toda matéria aqui.

PM E BM DE SERGIPE APROVAM OPERAÇÃO PADRÃO EM ASSEMBLEIA GERAL DOS MILITARES

 Foi realizada na tarde da terça-feira (11), na Assomise, a Assembleia Geral dos Oficiais Militares de Sergipe, em pauta o estado permanente de mobilização; caminhada até o Palácio de Despachos (dia 13.01 às 14h) e deliberação “Operação Padrão” (dia 14.01).

 Também ressaltou-se a falta de respeito do governador de Sergipe, Belivaldo Chagas, em relação as forças de segurança e salvamento, além de realizar reivindicações dos militares na luta do direito à periculosidade.

 Para o presidente da Assomise, Coronel Adriano Reis, a Assembleia acontece para a tomada de importantes decisões. “Apresentamos hoje algumas medidas e estaremos deflagrando a partir de agora a *Operação Padrão*, não iremos mais dar jeitinho para atender as necessidades do Estado.” finalizou.

 O deputado estadual, Capitão Samuel, que apoia a causa, disse ser necessário para a classe: “A participação dos BM/PM de Sergipe foi excelente, espero que as decisão aqui sejam seguidas para realmente o movimento Polícia Unida continue focado nas ações. Vamos continuar unidos, mas pra isso precisamos da participação de todos.” pontou.

 Com o objetivo de continuar lutando por respeito, as classes militares se unirão na próxima quinta-feira (13), às 14h, em caminhada até o Palácio dos Despachos, para cobrar do governo do estado, mais uma vez, os devidos direitos.

 Confira abaixo os pontos aprovados pela Operação Padrão:

  1 – Não fazer publicidade da atividade policial.

 

2 – Não conceder entrevistas ou passar informações à imprensa ou à Ascom.

 

3 – Conduzir viaturas apenas que atendam os requisitos do CTB e que tenham condições ideais de tráfego.

 

4 – Obedecer rigorosamente às regras de trânsito, na condução das viaturas, especialmente, não excedendo o limite de velocidade.

Posts relacionados

Privado: Aracaju (SE): encante-se pela bela e acolhedora capital

Petrobras aumenta preço da gasolina e do diesel para distribuidoras

SE registra 104 novos casos de covid-19 e nenhum óbito nesta terça

 

5 – Conduzir presos apenas em viaturas com xadrez.

 

6 – Não realizar patrulhamento, diligência ou atendimento de ocorrência com menos de três policiais na viatura.

 

7 – Não utilizar equipamentos particulares para suprir ausência de recursos para o desempenho das atividades, a exemplo de celulares pessoais para realização de pesquisas e fotografias.

 

8 – Não procurar suprir por meios alternativos a falta de combustível do Estado ou qualquer outra carência.

 

9 – Oficiar o chefe da instituição solicitando as manutenções necessárias na unidade, bem como instalação de cofre.

 

10 – Denunciar irregularidades dos prédios da segurança pública ao Corpo de Bombeiros Militar e demais órgãos de fiscalização.

 

11 – Combater sistematicamente as contravenções penais de jogos de azar.

 

12 – Realizar abordagens somente em casos de fundada suspeita, como manda a legislação processual penal.

 

13 – Fiscalizar, de acordo com as regras de trânsito, os veículos do Estado, dos municípios, de transporte público e de coleta de lixo.

 

14 – Intensificar escrachos com participação da categoria.

 

AssCom/Assomise

PELO E-MAIL nunesclaudio@infonet.com.br E FACEBOOK

imagem12-01-2022-10-01-16

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Era dos Velhos! Por Antônio Samarone, médico sanitarista       http://blogdesamarone.blogspot.com/Quase sempre, falar dos Velhos, não encontra uma boa acolhida.O Brasil ignora os seus Velhos. O Estatuto do Idoso é uma lei que não pegou. Ninguém sabe por onde anda, nem cobra o seu cumprimento.Durante a quarentena da Pandemia, o Velho que botasse o pé na rua era admoestado com rigor: “olha aí, depois não sabe porque morre.”Os mitos e os clichês negam a própria existência dos Velhos: “só é velho quem quer, se diz de boca cheia, é uma questão de mentalidade.” Em qualquer roda, quem alega a condição de velho é imediatamente contestado: “deixe de besteira, ninguém é velho.” A juventude é eterna! As indústrias farmacêutica e de suplementos alimentares exploram essa utopia, vendendo produtos rejuvenescedores. O Velho passa a ser objeto de exploração de um mercado de serviços médicos, farmacológicos, fisioterápicos, “clínicas de repousos”, asilos, residências adaptadas. Os velhos são consumidores vorazes de medicamentos e serviços médicos. No Brasil, o sistema bancário saqueia os proventos dos aposentados, com juros extorsivos dos empréstimos consignados. Juros e remédios empobrecem os Velhos, levando-os em muitos casos a indigência. No Brasil, não existe uma rede qualificada de assistência pública (nem privada) aos Velhos, tornando-os dependentes da boa vontade e sensibilidade dos familiares e filantropos. A solidariedade e o acolhimento dos filhos é cada vez mais rara. Muitas vezes por falta de condições objetivas. Cobra-se dos velhos sabedoria e prudência. Um desapego que se aproxima da submissão consentida. Ser sábio é calar, silenciar, fazer de conta que não está enxergando. Visitei o velho Agenor das Candeias, numa casa de repouso aqui em Aracaju. Ele não parou de falar, contando-me o desprezo e maus tratos que recebia, mesmo pagando. Eu, comprei a briga, fui questionar com a diretora, cobrar respeito. Seu Agenor foi muito amigo do meu pai. A diretora se mostrou preocupada e foi comigo no quarto de Agenor, para obter mais detalhes. Quebrei a cara. Seu Agenor negou tudo, que aquilo era maluquice minha, que vivia arrumando encrenca. Passei por mentiroso.Quando a diretora saiu, Seu Agenor me deu uma bronca. “Você é um imbecil? Quando você sair, como eu fico? Com essa denúncia, os funcionários vão passar a me odiar. Eu dependo da boa vontade deles. Eu bonzinho, calado, o tratamento já é ruim, imagine eu causando problemas. “Doutor Samarone, o senhor nada sabe sobre a vida.” Ouvi calado! Continuou o Velho Agenor:“Um velho briguento, cheio de direitos, morre à mingua. A minha dependência, a minha falta de autonomia é crescente. Perderei em pouco tempo a fala, a consciência e os movimentos.” “Doutor, a morte é solitária, morre-se só!”“O respeito aos velhos não depende de bronca, mas de civilização, de respeito que a sociedade tenha ou não pelos idosos.”“No Brasil, estamos na mais profunda barbárie”, concluiu, com certa melancolia, o Velho Agenor das Candeias.PELO TWITTER www.twitter.com/Ancelmocom Hoje, depois de dois anos “recluso” no Rio, estou em Frei Paulo, SE, minha terra. Visitei o coreto da praça onde meu pai, Euclides Goes, falecido em 1984, tocava trombone na Lira Paulistana. Afinal, como diz o verso de “Abre alas”: “Eu sou da Lira, não posso negar.”imagem12-01-2022-10-01-18

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

www.twitter.com/LaerteCoutinho1 Placa aqui perto de casa.

imagem12-01-2022-10-01-19

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

www.twitter.com/xicosa No Ceará tem disso sim! Medicamentos estudados pela UFC e aprovados pela Anvisa podem inibir replicação do coronavírus

No Ceará tem disso sim!Medicamentos estudados pela UFC e aprovados pela Anvisa podem inibir replicação do coronavírus https://t.co/Bn8vEwqfHw

— xico sá (@xicosa) January 11, 2022

Siga Blog Cláudio Nunes:imagem12-01-2022-10-01-20

Instragram

 Facebook

 Twitter

 

Frase do Dia“Sou filho de uma geração que aprendeu cedo a dizer não à injustiça, ao medo e à intolerância…” Marcelo Déda, discurso na Alese, posse 1º mandato governador.

imagem12-01-2022-10-01-21

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ouça e compartilhe: https://www.vaticannews.va/pt/papa/news/2022-01/papa-francisco-polonia-faculdade-teologia-jovens-joao-pauo-ii.html

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet. 0 Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *